Post: 11313 | Data: 07/09/2017 | Visitas: 2055

Em Baixa Grande, cultura e tradição marcam desfile cívico de 195 anos da Independência do Brasil

Com o tema “A Educação apresenta o Brasil: Seu Povo sua Cultura”, escolas de todo o município de Baixa Grande atendeu o chamado da secretaria de Educação e lotaram Avenida 2 de julho para a realização do Desfile da Independência,  levaram emoção aos participantes e o público que se aglomeram nos passeios pra verem os pelotões das escolas.

 

A secretária de educação professora Rejane Miranda disse que o Desfile da Independência serve para lembrar uma data que simboliza a autonomia e determinação do povo Brasileiro, “sabemos que muito problema dificulta o Brasil, porém um país que quer ser grande tem que comemorar suas datas cívicas”. Frisou Rejane

 

Finalizando sua fala ela disse que o dia 7 de setembro vai além de um feriado, a não celebração desta data, estaremos adiando a nossa independência que está acima de questões econômica politica social.

 

Para o Tenente Erick Robert, o desfile da independência é um momento de reflexão pra todo povo Brasileiro, uma data em que se comemora a formação de uma nação, um momento onde podemos dizer que tipo de nação que queremos se é uma nação da corrupção, desvio de dinheiro ou se é a nação que deseja crescer e ver a educação sobrepujar “ele frisou o respeito aos símbolos nacionais, por não valorizar a nação Brasil muito jovem tem priorizado as drogas”.

 

O prefeito Heraldo Miranda em sua fala disse que é motivo de nos alegrar por sermos uma nação independente, “a independência é feita por todos nós, mas principalmente pelos alunos, todos os países ricos só chegaram à independência através da educação”. 

 

Três fanfarras apresentaram suas coreografias e muita animação, sendo a Fanfarra da escola Adenias Rodrigues da Silva a fanfarra do Colégio José Ribeiro de Baixa Grande a FANCEM da cidade de Mairi.

 

O Colégio Nuclear de Baixa Grande trouxe um pelotão refletindo sobre a escravidão dos negros. A estudante do 1º ano, Sofia Almeida disse que o intuito do Colégio foi reconhecer que temos sangue africano e não somos escravo e devemos valorizar a independência.

 

REPORTAGEM EM VÍDEOS


 

OUTROS VÍDEOS



 

 

www.baciadojacuipe.com.br
Por: Ediomário Catureba

Seja o primeiro a comentar esta postagem!


Nome:

Comentário:

Design: Catu Informática | Ediomário Catureba

Rua Joel Campos, 125 - Alto de Guinho - Baixa Grande - BA

E-mail: ediomario@baixagrande.net - Tel: 74 99962 3779


utilizadores online