Post: 12056 | Data: 17/01/2018 | Visitas: 545

Ao menos duas prefeituras na Bacia do Jacuípe estão sem pagar salário de dezembro

Diversos servidores das prefeituras de Gavião e de Várzea da Roça no território de identidade Bacia do Jacuípe, estão postando nas redes sociais que estão sem receberam o salário de dezembro e o décimo salário.

Tentamos entrar em contato com Gavião mais ainda não foi possível, Já em Várzea da Roça conseguimos entrar em contato com dois vereadores, ambos confirmaram que os servidores estão sem receberem o salário de dezembro.

Ainda em diversos grupos nas redes sociais existem áudios de diretores do sindicato falando que a proposta do gestor é dividir o salário atrasado em até 5 vezes.

O ex-vereador Danilo Sales postou em sua conta de facebook a lamentável situação que se encontra em Várzea da Roça, ele também denunciou o que chamou de contratos superfaturados, onde em 2016 o contrato de acessoria jurídica era R$ 130.000,00 (Cento e trinta mil por ano) e atual gestão elevou para R$ 344.000,00 (trezentos e quarenta e quatro mil por ano).

Veja abaixo a postagem completa de Danilo Sales

 

Se na gestão passada dizíamos que Várzea da Roça tava sem mais brilho, agora nem luz tem mais, escureceu de vez...

 

Em que ponto chegamos a nossa cidade, um ano de gestão se passou e o que vemos é o município sem qualquer brilho diante de um mandato que só deixa a desejar do que foi tão prometido na campanha!!!

“Até então Danillo era um cara muito bom, mas, recebeu o apoio da maior parte daquele grupo, já não prestou mais”. Muitos dessas palavras ouvir no ano de 2016, julgaram tanto mais tanto de mim, que muitos agora tão pagando o preço!

Vivemos uma péssima gestão, sem controle algum dos gastos administrativos, saímos de um mandato do ex gestor Dida, no qual sempre fiz uma oposição severa fiscalizando tudo o que se passava, denunciando tudo aos órgãos fiscalizadores para que verificassem se realmente tava acontecendo os absurdos administrativos que até então encontrávamos nas prestações de contas e agora o que estamos vendo é um absurdo em contratos superfaturados que ta quebrando com o nosso município!

Os professores e alguns funcionários, ainda não receberam o seu salário de dezembro nem mesmo 1/3 de férias, tudo o que é de direito por lei. O que o prefeito diz??? A conversa de sempre: Não tem dinheiro! Caiu as receitas, etc, etc. Aí pergunto a todos que irão ler essa postagem: Sabemos que as previsões que foram dadas de arrecadação, nunca bateram e nem vai bater o que foi previsto, o porque de não ter um planejamento diante do quadro que estamos passando??? Porque que em outras cidades vizinhas que também passam por essa mesma dificuldade financeira não vem acontecendo isso??? A resposta é simples: Falamos varias vezes na campanha “Será a última eleição dele, o que ele vai querer é tirar todo atraso”, tá batendo em cima!

Em consulta no site do Tribunal de Contas, fazendo uma rápida comparação com a gestão do então Doido (era o que falávamos do ex gestor Dida), irei só citar um exemplo de gasto excessivo, ou seja, contratos superfaturados. Em quanto na ex gestão (2013-2016) se pagava no jurídico/ano R$ 130.000,00 (Cento e trinta mil por ano), na gestão do prefeito atual tá pagando nada mais de que 3 escritórios jurídicos que chegam no valor de R$ 344.000,00 (trezentos e quarenta e quatro mil por ano). Além do mais, PAGA R$ 7.000,00 (sete mil/mês) de uma picape Toro de aluguel para ficar guardada dentro de casa como se fosse uma relíquia raríssima!

Tenha paciência amigos!!! Se há dificuldades financeiras, começa a cortar os gastos de casa!!!

E olhem que 90% desses contratos, são pagos todos com RECURSOS PRÓPRIOS, que poderia sim com esses recursos complementar e pagar devidamente os direitos dos trabalhadores! R$ 7.000,00 da picape toro vezes 12 meses já da quase 90 mil, calculem outros contratos excessivos...

Sim, é bom lembrar que as nossas cidades vizinhas, todas fizeram as festas tradicionais no ano passado (Várzea do Poço “Carnaval”, Mairi, São José, Serrolandia, Capim Grosso “Festejos Juninos”, pelo que eu sei não aconteceu atraso em pagamento de fornecedores. E Varzea da Roça??? Iam fazer um Carnatal dos sonhos... só de estrutura R$ 209.000,00 (Duzentos e nove mil), quando colocasse as atrações e ornamentação da cidade ia chegar nas margens do MILHÃO, aí ia ter dinheiro né??? Claro, o interesse a cima de tudo! Pra azar da gestão, o promotor puxou a orelha pra diminuir os gastos da festa, aí botaram como desculpa que o promotor que cancelou. Jaguarari ia fazer em 2016, 15 dias de festas com gastos de 2 milhões, o promotor também puxou a orelha, sabe o que o prefeito fez? Reduziu pra 7 dias, gastando um milhão, mais fez!!! Então a conversa da festa aqui é pra boi dormir!

Avaliar mandato com 6, 8 meses é muito cedo (minha avaliação), mais temos um ano de gestão, vamos sim buscar os meios competentes e denunciar o que vem acontecendo em nossa amada Várzea da Roça!

 

Fica a pergunta no AR para aqueles que falaram tanto: Será que a campanha de empresários foi mesmo a de Danillo e Gerson???

 

Lá na frente vem mais dados fresquinhos!!!

 

Abraços a todos!!!

 

Vamos que vamos!!!

 

#alutacontinuaporamoravarzea

www.baciadojacuipe.com.br
Por: Ediomário Catureba

Seja o primeiro a comentar esta postagem!


Nome:

Comentário:

Design: Catu Informática | Ediomário Catureba

Rua Joel Campos, 125 - Alto de Guinho - Baixa Grande - BA

E-mail: ediomario@baixagrande.net - Tel: 74 99962 3779