Post: 12880 | Data: 14/06/2018 | Visitas: 224

Secretário de Finanças de Capim Grosso diz que população deve em torno de R$ 9 milhões de reais ao município

Em conversa na manhã dessa terça-feira, 12 de junho, na sede da Prefeitura Municipal de Capim Grosso, o Secretário de Finanças, Humberto Araújo, informou ao REPORTERBAHIA, que a população de Capim Grosso deve ao município, em torno de R$ 9 milhões de reais em impostos tais como: IPTU, ISS, ITBI, Alvarás, dentre outros. “Tem gente que deve um simples Alvará e não demonstra interesse em sanar o débito”, frisou Humberto, que acrescentou dizendo que o TCM – Tribunal de Contas dos Municípios – notificou a gestão da prefeita Lydia Pinheiro, PSD, alegando sempre que o município registra uma arrecadação muita baixa e que os impostos de obrigação do município precisam ser arrecadados. “Não é uma situação provocada pela gestão da prefeita. É determinação do TCM e por isso contamos com a compreensão e participação da população nesse processo”, disse o Secretário.

 

De acordo com o relatório do TCM apresentado por Humberto, em 2014, a dívida ativa do município era de R$ 2.252.038,33 (Dois milhões, duzentos e cinquenta e dois mil, trinta e oito reais e trinta e três centavos), com arrecadação apenas de R$ 82.519,79 (Oitenta e dois mil, quinhentos e dezenove reais e setenta e nove centavos). Em 2015, a dívida era de R$ 4.304.815,69 (Quatro milhões, trezentos e quatro mil, oitocentos e quinze reais e sessenta e nove centavos), com arrecadação sendo registrada na ordem de R$ 231.511.72 (Duzentos e trinta e um mil, quinhentos e onze reais e setenta e dois centavos). Em 2016, a dívida foi elevada para R$ 5.630.900,03 (Cinco milhões, seiscentos e trinta mil, novecentos reais e três centavos), com arrecadação na ordem de R$ 260.992,07 (Duzentos e sessenta mil, novecentos e noventa e sete mil e sete centavos). Atualizando os números da dívida ativa do município, o período registra oficialmente, R$ 6.386.340,00 (Seis milhões, trezentos e oitenta e seis mil, trezentos e quarenta reais), sem contabilizar 2017, que segundo o Secretário de Finanças elevará a dívida para um patamar de R$ 9 milhões de reais, tendo como resultado o protesto da dívida de cada cidadão caso não atenda o comunicado da prefeitura sendo transformada em protesto na justiça, o que vai elevar ainda mais a despesa, que além da dívida, o cidadão terá que arcar com as despesas de cartório.

 

Outra informação passada por Humberto Araújo, é de que a dívida não deixa de existir em cinco anos. “Essa história que a dívida inspira em cinco anos não confere. A sua dívida para com o município, vai sempre existir”, colocou Humberto, com informação ainda que a Prefeitura Municipal oferece descontos para qualquer cidadão que queira quitar o seu débito, mas aqueles que não estão atentando à situação, o caminho será mesmo o protesto em cartório, enfatizou Humberto Araújo, Secretário de Finanças da Prefeitura de Capim Grosso.

 

Texto: Arnaldo Silva, DRT – 2805/BA – Foto: José Gonçalo.

www.reporterbahia.com
Por: Arnaldo Silva

Seja o primeiro a comentar esta postagem!


Nome:

Comentário:

Design: Catu Informática | Ediomário Catureba

Rua Joel Campos, 125 - Alto de Guinho - Baixa Grande - BA

E-mail: ediomario@baixagrande.net - Tel: 74 99962 3779


utilizadores online