Post: 13656 | Data: 08/11/2018 | Visitas: 72

Vereadores de Capim Grosso aprova projeto de Lei que torna obrigatória apresentação da Carteira de Vacinação para matricula de alunos na rede Municipal

Na sessão da última segunda-feira, 05 de novembro, os vereadores apresentaram projetos e requerimentos que pedem desde uma roçadeira articulada para a Secretaria de Agricultura, revitalização da grama da Praça Oliveira e pequenos reparos na Praça da Bíblia, Bairro Jardim Araújo. Além de colocar em tramitação o Projeto de Lei que pede a obrigatoriedade da apresentação da carteira de vacinação para matricula de alunos na rede municipal.

 

O Presidente da Casa, Bruno Vitor, aproveitou o ensejo para informar que as maquinas já vão dar início a colocação de entulho e arrumação da estrada que liga Arlinda Lima a Caiçara. Avisou que o patrolamento da vicinal que liga Capim Grosso ao distrito de Pereira já começou, indo também até ao povoado do Peixe e Bairro Planaltino. “Vem chuva e será necessário a limpeza de aguadas”, concluiu.

 

 O Vereador Gilberto Alves, pede que seja colocada a rede na quadra de esporte do povoado do Peixe. E pediu ao secretário de Agricultura, Ricardo Souza que reveja a situação da limpeza de aguadas.

 

 O Vereador Samoel Moto Taxi disse que continua o massacre com as gestante de Capim Grosso, sendo ainda mais grave, uma mulher grávida vai até o Posto Médico e o enfermeiro profissional Genilson, percebeu que a gestante tinha o bebê com batimentos cardíacos fracos, encaminhou para uma cesariana no hospital com urgência e lá não pode fazer, pois, no momento não tinham ultrassom emergencial. “Será que o município não poderia fazer um convênio com uma clínica?”, perguntou. “Fizeram foi cortar, essa gestante conseguiu chegar a Jacobina e no mesmo momento encaminharam ao centro cirúrgico, se não o bebê iria morrer, organizaram e trouxeram um pediatra para avaliar a criança que nasceu com insuficiência respiratória e da raiva porque tem quem rebata meu discurso, mas nunca passaram momentos como estes que as gestantes estão passando e vereador é chamado pra socorrer”, comentou. “Dra Cristina está de licença e não arrumaram outra”, denunciou. “Eu peguei os papeis da gestante e vou encaminhar ao Ministério Público, porque tem que ter zelo e respeito, sou pai e sei o quanto uma família sofre, aqui em Capim Grosso, quem tem dinheiro escapa e quem não tem morre, o IGH não tá nem ai pra a população, até pra transferir da UPA da trabalho”, relatou. “Eu gostaria muito que alguém da área de saúde desse uma resposta porque não conseguem ter seus bebês com tranquilidade?”, interrogou. “Minha sobrinha vai ganhar nenê e teve que passar na clinica dos Pinheiros, às pessoas ficam com medo de denunciar porque precisa da saúde, quem não tiver coragem pode trazer pra mim que vou denunciar, uma ultrassom custa 120 reais, talvez pra mim eu posso ir pagar, mas, muitos não podem”, disse. “Ainda possa ser, que venha algum rebater e desfazer meu discurso, agora faça com sabedoria porque estou falando a verdade, quando a menina passar o resguarde ela vem aqui na tribuna dizer o que ela passou, não dá pra ficar sendo massacradas, todo dia isso, aqui só faz o cesariana de última hora, se a pessoa estiver revirando os olhos morrendo, muitos sabem que é verdade, eu espero que a gestora que tem o poder se resolver, o recurso está ai e precisa ser aplicado no lugar certo, para que as gestantes possam ter seus filhos aqui, com o registro daqui”, completou. Falou sobre o requerimento de sua autoria que pede melhorais na grama da Praça da Igreja e perguntou que se gasta 700 mil reais na praça e deixa abandonada. “Não vou engolir ver o povo sofrendo e ter que me ligar, se for para ir ao Ministério Público e a Polícia Federal eu irei e o que tiver certo vou votar a favor”, concluiu.

 

 O Vereador Jamber Dantas disse que é o papel de todos os vereadores fiscalizar e sugeriu que fosse convidado o senhor Jarbas responsável pela IGH, para que utilize à Câmara para dar explicações sobre fatos como esses das gestantes, “devemos atentar para que a responsabilidade seja a quem tem, que são os diretores do IGH”.

 

 O Vereador Antonio Martinho disse que na semana passada esteve junto ao Vereador Nanal Vilas Boas, Acacacg e Aec Tea, para tratar do assunto relacionado ao terreno prometido a Aec Tea e representantes da gestão tiveram algumas contradições, insatisfações e momentos de discussão com a entidade, então a prefeita chamou os responsáveis com datas para resolverem o problema, pois entendeu toda irritação dos representantes pela morosidade. Parabenizou os colegas pelo requerimentos e pediu vista do projeto 061/2018, precisando tirar dúvidas com a promotora, “foi discutido o assunto no Conselho de Educação, pois foram percebidas algumas observações”, disse. Concordou com o edil Samoel, “é interessante que se coloque no lugar de uma gestante, nos momentos primordiais, e é quando uma vida se esforça para chegar e muitas vezes a gestão pública não se esforça”, completou. Disse ter visto isso na sua família e entre outras pessoas, sendo algo mínimo que a gestão garanta condição e apoio necessário para amenizar tanta dor. “Novembro Azul é o momento de conscientizar a se próprio para procurar o médico, evitar dores futuras contra a próstata, todo macho da espécie humana precisa tomar consciência, e dia 17 é mundial de combate e temos todo esse mês para conversar e que diminua e quebre o preconceito que nos leva a morte, sofrimento e dor, então precisamos avançar nesse sentido”, informou. Pediu explicação que a Casa autorizou a compra de um terreno na BR 407 para a construção de um suposto aterro sanitário, o que é contraditório numa comunidade produtiva, o terreno que está autorizado para este fim e a gestão não retornou à Casa e nem justificou a população as razões de não ter construído, gostaria que alguém viesse nos dar essa explicação”. Solicitou encascalhamento e melhoramentos da malha vicinal das Fazendas Nova e Várzea de Cima Brandão.

 

O Vereador Jefferson Ferreira, comentou que semana passada esteve na Secretaria de Administração, Obras e Urbanismo para falar da Praça Oliveira, principalmente o paisagismo, ao perceberam que a grama estava morrendo e entre outra situações. Informou que a bomba do poço está danificada e a partir dessa segunda-feira já estaria normalizada, assim como, a manutenção da água estaria regular, pois o carro pipa não supriu a necessidade. “A praça é importante na recreação e embelezamento”, completou. Falou sobre o requerimento de sua autoria que solicita a aquisição de uma Roçadeira Articulada, se tratando de um município com eixo rodoviário e vários loteamentos surgindo, “é preciso para dar manutenção, sendo importante o apoio dos vereadores para essa demanda”, completou. Falou ainda sobre o Outubro Rosa, que previne o câncer de mama e parabenizou a gestão pela campanha, agora no Novembro Azul os homens do município precisam procurar a secretaria. “Dia 03 de novembro, foi comemorado 89 anos, que instituiu o direito de votar para as mulheres, apenas aquelas casadas que tivessem autorização dos maridos, e viúvas ou solteira deveria ter renda própria, em 1943 se estendeu a todas as mulheres, isso se deu por luta do movimento feminista que muitos entendem de maneira errada, que lutam por seus direitos iguais aos homens, da autonomia às mulheres sem precisar de um homem para poder orienta-las, precisamos brigar sim agora que os direitos posam ser iguais”, explicou. Parabenizou a Administradora da Câmara de Vereadores por ser uma excelente profissional, “sai presidente e entra outro e ela continua em seu posto, pelo brilhante trabalho”, finalizou.

 

 O Vereador Nanal Vilas Boas comentou sobre a Moção de Pesar do falecimento de Florisvaldo Oliveira dos Santos, recebida pela família. Lembrou que o edil Gilberto Alves ressaltou sobre a necessidade de se colocar uma rede na quadra esportiva do povoado do Peixe, “sei do seu empenho em prol da comunidade, é importante lembrar que desde quando fizeram se percebia essa necessidade, o futebol não iria comungar com a união dos moradores, os mesmo reclamam e a semana tive contato com eles e a bola quebrou  até antena de televisão,  era algo que estava previsto, pois um gasto de 210 mil reais, proposta pela Deputada Tia Eron em 215 de 244 mil reais e com orçamento em mãos a gestão não teve como cumpri-la”, disse. “O nobre vereador Antonio Martinho, falou sobre a demanda do terreno da Aec Tea, falta qualidade da gestão dentro do âmbito interno, a gestora disse ter dado a ordem, e depois descobriram que era pra não fazer o gosto da requerente, funcionário não obedecer determinação da chefe maior do Executivo, a gestão precisa se reinventar”, indicou. “O patrolamento das estradas, principalmente aquelas que dão acessos aos povoados circunvizinhos se o pib estar proporcional de vemos as comunidades que investem em nosso comércio e o Pereira é uma referência, merecem essa consideração”, cobrou. “Debatíamos o terreno aqui da Rua Santa Isabel de doar pra as entidades SINSP E APLB, o que nos acorda é que tem mais de um ano que venceu o prazo, naquela mesma manhã moradores já saiam com requerimento popular colhendo assinaturas e pedindo para que vereadores ajudassem”, pontuou. “Manifesto de ação popular em defesa dos animais aos 28 de gosto, com 339 pessoas assinaram e foi debatido a criação essa divisão e castração de animais domésticos de ruas ou de propriedade de pessoas de baixa renda, a construção de um curral para animais de grande porte e lei de circulação de veículos de tração animal”, concluiu.

www.frnoticias.com
Por: FR Notícias

Seja o primeiro a comentar esta postagem!


Nome:

Comentário:

Design: Catu Informática | Ediomário Catureba

Rua Joel Campos, 125 - Alto de Guinho - Baixa Grande - BA

E-mail: ediomario@baixagrande.net - Tel: 74 99962 3779