Advogado e escritor de Baixa Grande. Dr. Bruno Pamponet cria poema sobre o Povoado da Viração

Postado em: 13/10/2020 | Por: Ediomário Catureba (RPR 0008484/BA)

Conhecido como o povoado mais velho de Baixa Grande, o povoado da Viração, julgam-se que existem desde quando Baixa Grande ainda pertencia ao município de Ipirá, de lá saiu grandes nomes da cultura e política de Baixa Grande, muito deles não estão mais entre nós e vários hoje tem nome conhecido em diversas áreas da cidade.

O Advogado e escritor de Baixa Grande. Dr. Bruno Pamponet publicou nesta terça-feira, 13 de outubro de 2020, o poema intitulado POVOADO DOS POETAS, leia abaixo.

POVOADO DOS POETAS.

Um dos mais antigos povoados do sertão.

Onde nasceu César Cotias, Darci e Louro, é a   Viração

Terra do contraditório, de Fazendas e Minifúndios.

De muita terra e dos sem-terra.

 

De lindas vozes femininas.

De dona Rosalina.

E do jornalista da internet

Ediomário Catureba.

E mulher servente de Pedreiro.

 

Viração sintetiza a realidade do sertão.

Tem benzedeiras e gente de letra.

Cantigas de rodas e bata de milho.

Sanfoneiro na noite de Lua.

 

Cemitério na Fazenda Particular.

Um banco na praça   para sentar.

No pé de Tamarindo.

Ao longo da rua  o sorriso de um menino.

Tem um muro, que deu poesia, na ontológica disputa de versos  do Poeta Darcy e do fiscal César Cotias.

Tinha  fazenda inscrita na reforma agrária.

 E tem ativistas da igualdade.

 

Viração, terra de cabeludo, e de Datinho.

De sorlanjo e  Nicleia.

Do conhecido  Sr. Zinho.

De tantos jovens do sertão.

Que deixaram o povoado dos poetas,  e foram para perto do mar.

Ou para o Mato Grosso e São Paulo.

 

Lembro 1982, meu pai passando em um caminhão.

De  água  em pipa para viração.

Ainda criança, recordo a praça em que sentamos

Para comer Pão.

 

A viração tem uma característica especial.

Que você é recepcionado por todos.

Ao chegar na viração.

O aconchego das pessoas, na simplicidade de seu olhar.

Viração terra dos poetas e de grandes contradições.

De ricos e pobres, sem um  Tostão.

 

Recordo a figura de Chico da viração.

 Povoado dos Poetas, sua vida e sua história são parte da memória.

De Baixa Grande, és a pioneira.

 

Linda, flor do sertão, entre a caatinga e a mata.

Ao norte o Morro do cesto, e do outro lado a serra azul.

Suas terras varonis são retratos  de muito Brasil

 

Eu poeta que sou, tiro o chapéu, para o povoado mais antigo.

Que merece atenção e cuidado do Poder Público.

Viração, deve ser tombada como patrimônio do sertão.

O seu povo e sua história representam a alma e a memória.

Ora da opulência ou da glória.

 

Viração, povoado dos poetas

Entre o Brejo e o Mandacaru.

Dividindo com a Serra Azul.

 Merece reconhecimento dos políticos e de sua gente.

Pois é verdadeiro patrimônio cultural de Baixa Grande.

Retrato da história e da diversidade

Baixa Grande 13 de Outubro de 2020. Bruno Pamponet Kuhn Pereira.

www.baciadojacuipe.com.br
Postagem nº: 17591 | Visitas: 327


PUBLICIDADE



Portal Bacia do Jacuípe - Uma Iniciativa da Catú Informática

Ediomário Catureba - Whatsapp 74 99962-3779

ediomario@baixagrande.net - Baixa Grande - BA


utilizadores online