Post: 976 | Data: 22/12/2010 | Visitas: 397

Ipirá - Eleição da Mesa Diretora da Câmara vai parar na justiça

O impasse continua para escolha da nova Mesa Diretora da Câmara de Vereadores do município de Ipirá. A eleição que deveria ter ocorrido no último dia 14 de dezembro, não ocorreu por falta de coro, já que na última hora, o vereador Raimundo Simas, que fazia parte da chapa que tinha como candidato a presidente Divanilson Mascarenhas e já tinha garantido seis dos dez votos, se declarou que votaria na chapa encabeçada por Weima Fraga, o que conseqüentemente daria empate de 5 a 5 e como Weima é mais velho de idade que Divanilson assumiria a presidência da Câmara. Os cinco vereadores que apoiavam Divanilson Mascarenhas, ao sentirem que perderam o voto de Raimundo Simas, que inclusive fazia parte da chapa como 1º secretário, recuaram e não compareceram no plenário para votação, não dando coro a eleição foi cancelada.



Posteriormente, o presidente da Casa Deteval Brandão publicou outro edital convocando outra eleição para o dia 21, dando oportunidade para inscrição de novas chapas, no que o cargo de presidente na chapa de Divanislosn foi trocado por Edigar Batista que antes era candidato a vice, mais por ser mais velho de idade, passou para a cabeça da chapa, pois se continuar com os cinco votos, ele assumiria a presidência. Os vereadores partidários de Weima Fraga, Eduardo Coloneze, Jaildo dos Santos, Aníbal Aragão e agora Raimundo Simas contrataram o advogado Guilherme Neto em Salvador, especialista em assuntos legislativos que compareceu em Ipirá e numa reunião antes da Sessão do dia 21, com todos os vereadores e a assessoria jurídica da Câmara ficou claro a divergência de entendimentos.



A assessoria jurídica da Câmara entende que o ato de publicar novo edital e a mudança na chapa esta amparado pela Lei Orgânica do Município e o Regimento Interno. Já o Bel. Guilherme Neto entende o contrário e deu entrada na justiça com o pedido de anulação do ato do presidente da Casa, Deteval Brandão. Como a justiça entrou em recesso e se a juiz de plantão não analisar a causa até o dia 31, no dia 1º de janeiro o vereador Edigar Batista assume a presidência da câmara por ser o vereador mais velho e vai se aguardar uma decisão da justiça para realização da eleição da Mesa, o que poderá se arrastar por muito tempo.

www.ipiranegocios.com.br
Por: Orlando Santiago Mascarenhas

Seja o primeiro a comentar esta postagem!


Nome:

Comentário:

Design: Catu Informática | Ediomário Catureba

Rua Joel Campos, 125 - Alto de Guinho - Baixa Grande - BA

E-mail: ediomario@baixagrande.net - Tel: 74 99962 3779


utilizadores online