Post: 977 | Data: 23/12/2010 | Visitas: 414

Capela do Alto Alegre: última sessão do ano marcada por inaugurações

A única polêmica foi na mudança de uma placa que não aparecia o nome do presidente da câmara Arielson Gomes, ele reividicou e fez a troca com outra que leva seu nome.

Foi inaugurada na noite de terça-feira (22), na cidade de Capela do Alto Alegre a reforma e ampliação da Câmara Municipal daquele município. O presidente Arismário Gomes (PTB) (terno azul), que é engenheiro, cuidou pessoalmente das obras que duraram dois anos e custaram R$ 90 mil, somando desde o investimento na obra física, os móveis e a informatização, como computadores e impressoras novas. De acordo com presidente, tudo foi realizada com recursos da câmara e tiveram a participação dos vereadores que economizam ou até mesmo, em algumas situações, abriram mão das suas diárias, para sobrar dinheiro para estes investimentos.


O ex-vereador e ex-presidente da câmara no biênio 1995/96, Arielsom Gomes compareceu a sessão e, sendo o primeiro a falar, parabenizou a direção da casa pela ampliação e entregou o projeto inicial elaborado por um engenheiro da estrutura da sede da câmara, bem como a cópia do empenho que ele pagou o terreno, na que época custou R$ 3.000. Ele lamentou a ausência de seu nome na primeira placa de inauguração, quando constava apenas o nome do ex-presidente, hoje prefeito, Claudinei Xavier Novato. “Deixei o terreno comprado e pago. Fiz a base para construção e fui esquecido no momento da inauguração. Dou prestigio a quem tem prestigio e ninguém seja desonesto porque um dia a casa cai e aquela placa é mentirosa”,desabafou.


O presidente Arismário Gomes disse que fez justiça quando substituiu a placa da inauguração por uma que constasse o nome de Arielsom. Para ele, o ex-presidente tem ainda um fato que merece ser lembrado: “Apenas, uma vez, em 1996, as contas desta câmara foram aprovadas sem ressalvas. Exatamente na gestão de Arielson. O que fiz foi justiça”, falou. Arielsom e sua mãe, Nadir Gomes, descerraram a nova placa que fica na área externa da câmara.No mesmo momento foi descerrada a placa de ampliação realizada na atual gestão.


Gomes também falou ao CN que irá apresentar para apreciação dos vereadores uma resolução, acatando a proposta do vereador Carlito Feliciano de Cerqueira (PP), homenageando os ex-vereadores José Raimundo Figueiredo Mascarenhas, “Zé de Catarino”, como o nome do plenário e o anexo com o nome Enério Rufino dos Santos.
Após a sessão, o público visitou a área que foi ampliada, onde consta de uma sala para os vereadores, sala da presidência, recepção, garagem, banheiros e todo mobiliário padronizado, computadores acompanhados de impressora e ar condicionados, foram adquiridos nesta gestão. “Foram dois anos de muito sacrifício, mas valeu apenas. Agora vou fazer a ampliação do plenário e seremos no final do meu mandato a melhor sede de câmara da região”, garantiu o presidente.


Para ele, uma marca desta gestão, além das obras físicas, foi às obras de grandeza na convivência com seus paris e participação de todos os vereadores. “Todos fizeram sua parte”, afirmou.
Ao pronunciar na sessão, o vereador Arismário Gomes falou sobre o Poder Legislativo, que inicialmente, denominado Parlamento, teve origem na Inglaterra. Formou-se durante a Idade Média, quando representantes da nobreza e do povo procuravam limitar a autoridade absoluta dos reis. Gradativamente, o poder do rei foi esvaziando-se, enquanto um novo poder ia fortalecendo-se. Era o Parlamento. Muito contribuiu para isso a teoria de Rousseau sobre a soberania, segundo a qual esta reside no povo, que a exprime através da lei. Não podendo votá-la diretamente, a comunidade elege representantes, os parlamentares, que atuam em seu nome.

Para ele, o gênesis do poder é o Legislativo. “Hoje, o povo vem aumentando sua participação nas decisões das comunidades através dos conselhos e nós aqui em Capela abrimos espaços para toda organização social. Ouvir o povo fortalece a Democracia”, falou Arismário Gomes. Ele enalteceu a participação de cada vereador, dentro das suas linhas de ações e lembrou que não houve um só atrito em 2010. “Nós aqui temos o bom relacionamento e quando o legislativo cresce, cresce também todos os vereadores”, afirmou Gomes. Em sua opinião, os trabalhos da câmara avançaram bastante em relação aos anos anteriores.

Quase que um recado, Arismário disse que um governo sem o apoio da Câmara é um governo sem perna e lembrou o episódio da eleição da mesa. Ele disse que entendia Carlito quando pleiteou ser presidente. “Isto significa que a câmara esta dando certo e as coisas estão arrumadas, se não, ninguém queria ser presidente. E será assim por diante, sempre teremos mais de uma chapa, pois estamos no caminho certo e a casa está arrumada”, pontuou.

De acordo com seu pronunciamento, ele não tem compromisso político e sim responsabilidade. “Considero uma injustiça, quando dizem que eu atrapalhei o trabalho do executivo e os números mostram ao contrário. Todas as matérias que foram apresentadas nesta casa, 95% foram aprovadas por unanimidade, ou seja, no consenso”.

No final da sessão houve um congraçamento onde reuniu vereadores, familiares, funcionários da casa e convidados e o vereador Arismário Gomes se mostrou bastante satisfeita diante da participação festiva dos seus colegas e convidou a todos para a posse da nova mesa diretora, onde ele foi reeleito, fato que aconteceu pela primeira vez na história do legislativo capelense, que acontecerá no dia 03 de janeiro.

O vereador Luiz Romeu de Oliveira (PSB), falou em plenário que agradecia ao ex-vereador Arielsom Gomes por está debaixo daquele teto, pois foi ele quem começou a obra. Romeu pediu que o povo frequentasse mais as sessões para vê os trabalhos que os vereadores fazem.
 

 

O vereador Carlito Feliciano de Cerqueira (PP) parabenizou o ex-vereador Arielsom pela inicio das obras e lembrou que ele também fazia parte da mesa naquela ocasião. Ele voltou a falar sobre a eleição da câmara e disse que foi candidato por incentivo dos colegas de bancadas, que no último momento, lhe abandonaram. De acordo com seu pronunciamento, todos estão perdoados e não leva mágoa de ninguém. Ele finalizou com um recado: “quem derrota a política são os políticos que não honram as palavras e Deus vai fazer justiça”. Ele também deixou claro que Deus irá permitir que ele esteja vivo para vê esta justiça sendo cumprida…

O vereador Cristiano Cardoso da Silva (PSDB) confirmou para equipe do CN que realmente passou o domingo, véspera da eleição da Câmara, no Hotel Pousada Central, em Feira de Santana. Segundo ele, a pressão era grande em torno da eleição e o vereador Carlito veio a Coité, aonde se reuniu com o Deputado Emério Resedá, sozinho, sem nenhum vereador. Questionado sobre a mudança de posição, quando optou votar em Arismário, ele respondeu que “são coisas da vida”. Falou também que não será candidato a reeleição em 2012 e só foi candidato em 2008 por uma brincadeira de amigos e que deu certo.

O vereador Valdlaberto Martins dos Santos (PSB), “Beto”, foi o único na sessão a lembrar do prefeito Dr. Nei, dos deputados, Daniel Almeida, Neusa Cadore e dos eleitos em outubro, governador Jaques Wagner e Dilma Rousseff. Para Beto, as obras que chegaram ao município em 2010, a exemplo do asfalto da estrada Capela/Nova Fátima, o fórum e as praças de Capelinha, já construída e de Ipirai, em construção, bem como o colégio estadual que esta sendo construídos, foram importantes geradores de emprego e renda, além de demonstrar que o município está avançando e o prefeito tem um papel muito importante nestas conquistas.

O vereador Jaecksom dos Santos Coelho (PT), falou do exemplo que a Câmara deu quando cortou os “dias” do vereador Dermival Carvalho de Oliveira (PP) por não participar das sessão. “Isto foi justo, pois, como pode um vereador faltar a quatro sessões consecutivas se nos reunimos apenas uma vez por semana”, falou o petista. Na sessão que “Quero”, como é conhecido o vereador, o edil Derminal não estava presente. Desde vez a ausência foi justificada, pois o mesmo sofreu um acidente de moto.


Para o vereador José Silva dos Santos (PCdoB), com relação a polêmica da falta do nome de ex presidente na placa, não há no cartório o registro de ninguém como sendo dono da obra e Arielsom fez a sua parte, Dr. Nei, como é conhecido o ex-vereador, hoje prefeito, Claudinei Novato, concluiu e hoje o atual presidente Arismário Gomes, entrega a ampliação.

www.calilanoticias.com.br
Por: Valdemí de Assis

Seja o primeiro a comentar esta postagem!


Nome:

Comentário:

Design: Catu Informática | Ediomário Catureba

Rua Joel Campos, 125 - Alto de Guinho - Baixa Grande - BA

E-mail: ediomario@baixagrande.net - Tel: 74 99962 3779


utilizadores online